A cada dia, a atuação na área da saúde requer mais garantias de qualidade para atender aos anseios dos clientes e dos planos de saúde. Dentre essas garantias, a mais importante é seguramente a ISO 9001, o certificado de qualidade da Organização Internacional para Padronização, o que está hoje, em processo de implementação no Instituto Cerâmica.
No entanto, muitos odontologistas ainda têm dúvidas sobre o processo de implementação para obter a certificação ISO 9001. Se você está nesse grupo, continue lendo e saiba agora o que você deve fazer na sua clínica ou consultório para conseguir o certificado!

Como é feito o processo de implementação?

A implementação consiste em adequar os processos organizacionais para que o consultório se encaixe nos moldes dos organismos oficiais da ISO. Nos consultórios odontológicos, o processo é o mesmo que em outras empresas, e segue o ciclo de implantação PDCA (Plan-Do-Check-Action), seguindo o ciclo planejamento, execução, verificação e ação.
Nessa fase, devemos documentar todas as etapas do processo de implantação a fim de obter o resultado esperado em cada requisito de qualidade.
A implementação é feita por consultores ou consultorias especializadas no assunto. Depois disso, aí sim deve-se contratar um organismo certificador que irá verificar se sua clínica cumpre todos os requisitos da ISO 9001.

Planejamento do sistema de gestão

O primeiro passo é criar uma estrutura para implantar ou melhorar a gestão de qualidade no seu consultório. Nessa etapa, é preciso definir:
• Escopo da certificação: definir o escopo do sistema de gestão de qualidade a ser implantado.
• Controle de documentos: definir um padrão para os documentos a serem utilizados;
• Definição dos objetivos da qualidade: formular documentos que irão direcionar os itens a serem monitorados e os resultados esperados do projeto.
• Definição da estrutura de departamentos: analisar o funcionamento do consultório através de um mapa estrutural.
• Estabelecer regras para a comunicação interna: criar um documento que norteie a comunicação entre os funcionários da clínica.

Infraestrutura e melhorias

Em segundo lugar, é preciso analisar a infraestrutura da clínica. Para isso, vamos elaborar os seguintes documentos:
1. Checklist de estrutura: essa lista serve para avaliar quais são as melhorias necessárias na infraestrutura do consultório.
2. Controle de manutenção: nesse documento é possível acompanhar o dia a dia das manutenções dos equipamentos da clínica, além de prevenir futuros prejuízos com paradas.
3. Pesquisa de satisfação interna: aqui, analisa-se como os funcionários se sentem em relação à empresa e como realizar possíveis melhorias.

Recursos humanos

Em seguida, é necessário avaliar se os colaboradores da clínica estão preparados para desempenhar suas funções. Depois, pode-se verificar a necessidade de elaborar um plano de treinamento para suprir alguma adequação que precisará ser feita na clínica:
• Elaborar uma discrição dos cargos e funções;
• definir os critérios de avaliação das qualificações necessárias para cada cargo;
• elaborar um guia para a seleção de novos funcionários;
• criar um checklist para organizar o processo admissional da clínica.
• definir sistema para fazer a integração dos funcionários.
• e definir um checklist para a entrega de EPIs e outros requisitos.

A cada dia, a atuação na área da saúde requer mais garantias de qualidade para atender aos anseios dos clientes e dos planos de saúde. Dentre essas garantias, a mais importante é seguramente a ISO 9001, o certificado de qualidade da Organização Internacional para Padronização.
No entanto, muitos odontologistas ainda têm dúvidas sobre o processo de implementação para obter a certificação ISO 9001. Se você está nesse grupo, continue lendo e saiba agora o que você deve fazer na sua clínica ou consultório para conseguir o certificado!

Como é feito o processo de implementação?

A implementação consiste em adequar os processos organizacionais para que o consultório se encaixe nos moldes dos organismos oficiais da ISO. Nos consultórios odontológicos, o processo é o mesmo que em outras empresas, e segue o ciclo de implantação PDCA (Plan-Do-Check-Action), seguindo o ciclo planejamento, execução, verificação e ação.
Nessa fase, devemos documentar todas as etapas do processo de implantação a fim de obter o resultado esperado em cada requisito de qualidade.
A implementação é feita por consultores ou consultorias especializadas no assunto. Depois disso, aí sim deve-se contratar um organismo certificador que irá verificar se sua clínica cumpre todos os requisitos da ISO 9001.

Planejamento do sistema de gestão

O primeiro passo é criar uma estrutura para implantar ou melhorar a gestão de qualidade no seu consultório. Nessa etapa, é preciso definir:
• Escopo da certificação: definir o escopo do sistema de gestão de qualidade a ser implantado.
• Controle de documentos: definir um padrão para os documentos a serem utilizados;
• Definição dos objetivos da qualidade: formular documentos que irão direcionar os itens a serem monitorados e os resultados esperados do projeto.
• Definição da estrutura de departamentos: analisar o funcionamento do consultório através de um mapa estrutural.
• Estabelecer regras para a comunicação interna: criar um documento que norteie a comunicação entre os funcionários da clínica.

Infraestrutura e melhorias

Em segundo lugar, é preciso analisar a infraestrutura da clínica. Para isso, vamos elaborar os seguintes documentos:
1. Checklist de estrutura: essa lista serve para avaliar quais são as melhorias necessárias na infraestrutura do consultório.
2. Controle de manutenção: nesse documento é possível acompanhar o dia a dia das manutenções dos equipamentos da clínica, além de prevenir futuros prejuízos com paradas.
3. Pesquisa de satisfação interna: aqui, analisa-se como os funcionários se sentem em relação à empresa e como realizar possíveis melhorias.

Recursos humanos

Em seguida, é necessário avaliar se os colaboradores da clínica estão preparados para desempenhar suas funções. Depois, pode-se verificar a necessidade de elaborar um plano de treinamento para suprir alguma adequação que precisará ser feita na clínica:
• Elaborar uma discrição dos cargos e funções;
• definir os critérios de avaliação das qualificações necessárias para cada cargo;
• elaborar um guia para a seleção de novos funcionários;
• criar um checklist para organizar o processo admissional da clínica.
• definir sistema para fazer a integração dos funcionários.
• e definir um checklist para a entrega de EPIs e outros requisitos.

Operação

Com esse primeiro planejamento em mãos, começamos a preparar a estrutura do consultório visando o processo de melhoria contínua. A seguir, é preciso definir e padronizar as operações do consultório:
• Controle de manutenções: acompanhar as manutenções necessárias e a prevenção de prejuízos com as áreas paradas.
• Pesquisa de satisfação interna: avaliar como os colaboradores se sentem em relação ao trabalho e analisar melhorias a serem feitas.
• Levantamento das necessidades do controle de qualidade: para documentar as avaliações realizadas anteriormente.

Compras

Agora é preciso trabalhar para elaborar os seguintes documentos, visando parametrizar o processo de compras e a verificação de qualidade dos fornecedores:
• Definir o procedimento de compras;
• identificar formas de comprovar que os fornecedores da clínica estão apto a fornecer produtos e serviços de qualidade;
• e qualificar fornecedores que atualmente trabalham com sua companhia.
Processos de melhoria contínua
Agora, definimos vários procedimentos visando colocar o consultório em um processo de melhoria contínua. Confira as outras etapas de adequação:
• Implantação da gestão de estoque;
• procedimentos para calibração de equipamentos;
• definir procedimentos para monitorar a satisfação dos clientes;
• definir a metodologia de indicação de não conformidades;
• documentar tratamento de ações corretivas e preventivas;
• implementar procedimento de auditoria interna e manual da qualidade;
• mapeamento dos processos abordados;
• e análise crítica junto à direção do consultório.
O processo de implementação pode ser difícil e até um pouco demorado, mas é essencial para adequar seu consultório a grandes padrões de qualidade, além de adquirir uma qualificação de extrema importância para sua clínica.
E você, planeja implantar a ISO 9001 para o seu consultório? Ainda tem alguma dúvida? Então não se esqueça de deixar um comentário.

Processos de melhoria contínua

Agora, definimos vários procedimentos visando colocar o consultório em um processo de melhoria contínua. Confira as outras etapas de adequação:
• Implantação da gestão de estoque;
• procedimentos para calibração de equipamentos;
• definir procedimentos para monitorar a satisfação dos clientes;
• definir a metodologia de indicação de não conformidades;
• documentar tratamento de ações corretivas e preventivas;
• implementar procedimento de auditoria interna e manual da qualidade;
• mapeamento dos processos abordados;
• e análise crítica junto à direção do consultório.
O processo de implementação pode ser difícil e até um pouco demorado, mas é essencial para adequar seu consultório a grandes padrões de qualidade, além de adquirir uma qualificação de extrema importância para sua clínica.
E você, planeja implantar a ISO 9001 para o seu consultório? Ainda tem alguma dúvida? Então não se esqueça de deixar um comentário.