Seu consultório odontológico pode sobreviver sem novos pacientes?

A resposta a essa pergunta é sim. Se você tem uma carteira fidelizada de clientes, que têm confiança em seu trabalho e lhe proporcionam uma rentabilidade à altura do seu padrão de vida, por que não?

Existe uma coisa chamada custo de mudança, e não tem nada a ver com dinheiro. Trata-se do custo afetivo e da exposição ao risco. Por que trocar algo que está dando certo? Não é isso que dizem as pessoas?

Por quanto tempo seu consultório odontológico pode sobreviver sem novos pacientes?

Refinamos um pouco a pergunta, que agora se reveste de certa complexidade, porque será preciso analisar uma série de variáveis.

Uma delas, que não pode ser ignorada, é a evolução tecnológica. A outra é o ambiente competitivo. Existe uma competição pelos pacientes. Uma terceira é o investimento em políticas de marketing, tanto para atrair novos pacientes, quanto para melhorar a percepção do serviço, e, ainda, para reter pacientes e fazer com que eles gerem indicações de novos pacientes para o consultório odontológicos.

Será que toda essa estabilidade conquistada, certamente, com muita competência sobreviverá a tudo isso por muito tempo?

Os três estágios do seu consultório odontológico enquanto negócio

Há três possíveis estágios para um consultório odontológico, que não diferem muito de outras atividades. Eles não são, necessariamente, subsequentes, mas jamais serão simultâneos.

Vamos abordar cada um deles para verificar se a decisão de se manter inerte, acomodado a uma carteira de pacientes fiéis, é realmente segura.

#1 Estágio do crescimento

Nesse estágio, o consultório odontológico está fortemente ocupado da tarefa de atrair novos pacientes. É preciso se mostrar para o cliente, criar valor e se diferenciar.

Nesse estágio, os proprietários e responsáveis pelo consultório odontológico estão atentos aos novos conhecimentos, cientes de que o meio odontológico jamais teve uma compreensão do sistema de saúde oral-sistêmica como tem agora.

Eles sabem que é possível prevenir doenças e a decadência dos dentes, que é possível aumentar a eficácia no tratamento das infecções e proporcionar sorrisos sinceros e saudáveis através de ortodontias e outros meios.

Eles entendem que todas as novidades tecnológicas devem ser desafiadas e domadas, sendo transformadas em diferencial para os serviços prestados aos pacientes. O aprendizado, o recurso a novos treinamentos e investimento em novas tecnologias, nesse estágio, é permanente, quase uma cultura disseminada pela equipe.

Oferecendo maior valor aos clientes, podem praticar preços mais altos, estabelecendo ótima relação custo-benefício. Eles não se importam muito de deixar de captar clientes pelo preço, porque eles estão permanentemente procurando descobrir novos nichos e desenvolver ofertas perfeitas para atrair pacientes novos e que estejam dispostos a pagar para ter o melhor.

Esse estágio pode ser permanente. Sabe aquele paradigma de se manter sempre jovem? Pois é, não tem nada a ver com a idade, mas com a atitude.

#2 Estágio da estabilidade

Nesse estágio, a clínica odontológica está satisfeita com seus clientes fiéis e a rentabilidade que eles proporcionam. Não há investimento em tecnologia, tratamentos inovadores ou aprendizado.
Afinal, se está funcionando assim…

#3 Estágio do declínio

Invariavelmente, o declínio sucederá a estabilidade. Os pacientes têm acesso a muitas informações na internet, estão cientes das novas tecnologias, novos tratamentos e percebem que o seu dentista de confiança estagnou.

Eles se sentem atraídos por novas ofertas, porque profissionais arrojados irão, de alguma forma abordá-los, seduzi-los e, o pior de tudo, conquistá-los.

É nessa hora que os clientes começam a debandar para a carteira de outros dentistas, que investem pesado para atrair novos pacientes.

Ora, se não há investimento para atrair novos pacientes a receita não aumenta, a equipe fica com os salários congelados. Insatisfeita, é a equipe que irá debandar em busca de novos desafios e melhores remunerações.

Conclusão

Se você está no estágio da estabilidade, só existem duas alternativas. Mudar para o estágio um ou para o estágio três. O um significa a revitalização e a sobrevivência, o três é a decadência e a morte do seu consultório odontológico.

2017-06-26T16:21:35+00:00

About the Author:

Técnico em Prótese Dentária, Escultor, Empreendedor e Fundador do Instituto Cerâmica. Após criar saídas e soluções para os problemas entre o consultório e o laboratório, ajudei meus clientes a faturarem mais de R$ 100 Milhões de reais.